Central de Atendimento: 49 3513-0159

topo

Postado em 23 de Dezembro de 2020 às 15h37

POR QUE MONITORAR A TEMPERATURA DO AR DE SAÍDA? IMPLICAÇÕES NA QUALIDADE DE CARGA

Por Geiza N. Sarturi e Wagner Chiodi

Quando falamos em equipamentos de refrigeração para o transporte, precisamos considerar que existem muitos modelos no mercado, sendo função de todos eles garantir a preservação da carga com a manutenção da temperatura dentro dos limites ideais.
Para que isso aconteça, o ar é succionado do ambiente onde troca calor com a máquina e é insuflado a temperaturas mais baixas no interior do baú ou câmara fria, até atingir os parâmetros ou faixa especificada pelo operador. Nesta dinâmica, o ar insuflado, também chamado de ar de saída, pode estar em temperatura muito inferior à preconizada como limite mínimo da faixa de conservação do produto em questão. O equipamento visa estabelecer a condição ideal o mais breve possível.
Por exemplo, para uma carga de frutas, cuja temperatura ideal de conservação fique na faixa de 7° a 10°C, o equipamento de refrigeração pode estar liberando ar de saída à -5°C, para equalizar todo o interior do compartimento dentro do limite. Esse excesso de frio incidindo diretamente sobre a superfície das frutas pode gerar queimaduras, escurecimento enzimático, perda de vitaminas e atributos organolépticos. Se chegar ao mercado em condições de comercialização, terá ainda condições mais propícias para o desenvolvimento de micro-organismos, uma vez que as barreiras naturais foram destruídas, culminando em um shelf-life (tempo de prateleira) menor e gerando riscos à saúde do consumidor. Situações semelhantes com prejuízos de maior ou menor impacto também ocorrem com cargas de produtos cárneos, lácteos, pescados, medicamentos, flores, entre outros. Alimentos funcionais como probióticos e vitaminas podem perder seus benefícios, e vacinas podem não fazer efeito.
Esse desvio de temperatura do ar de saída é um dos principais motivos de perdas parciais e de prejuízos econômicos consideráveis para transportadores e embarcadores. De uma forma geral, toda a sociedade perde com desperdícios de produtos e ainda com o risco para a saúde pública.
A melhor solução para prevenir estas perdas é o controle remoto de Set Point e de faixa de temperatura. Com a Neokohm, é possível ajustar estas variáveis de forma remota, direto no seu computador, onde as informações de temperatura podem ser monitoradas e controladas em tempo real, permitindo ao transportador ou embarcador a agilidade necessária para evitar prejuízos. Além disso, com a geração de relatórios é possível certificar-se do bom desempenho de frio durante todo o trajeto, alcançando marcas de eficiência superior a 90%.
A Neokohm conta com uma equipe especializada no assunto, movida por desafios e comprometida com o seu resultado. Entre em contato, será um prazer para nós conhecer as suas frotas e ajudá-los a crescer e inovar.

Veja também

Manutenção Remota - Equipamentos de Refrigeração29/03 Conhecemos os desafios da estrada e foi pensando em você cliente que criamos métodos e ferramentas para lhe auxiliar na manutenção remota dos equipamentos de refrigeração da sua frota. Confira algumas das possibilidades: - Identificação e Tratamento de Alarmes; - Identificação de funcionamento do motor; - Status das válvulas,......
A importância do auto teste de pré-viagem24/06/20 Equipamentos de refrigeração com data de fabricação superior a 2005/2005, sugere-se que em as análises de falhas iniciem coma realização de uma Pré-Viagem (AUTO TESTE), posteriormente a......

Voltar para BLOG

Uso de Cookies

Nós utilizamos cookies com o objetivo de oferecer a melhor experiência no uso do nosso site. Ao continuar sua navegação, você concorda com os nossos Termos de Uso.